G-Spot Massagem

Hiper-orgasmo e Supra-consciência

massagem-tantrica-gspot

Nesta fase do método o corpo do interagente se encontra nas condições ideais para atingir estados mais elevados de percepção. Os estímulos feitos encontram a sustentação biológica necessária para a manifestação do Hiper-Orgasmo, proporcionando uma condição de transcendência e a expansão da consciência.

A sequência de desenvolvimento para mulheres continua com um trabalho de estimulação e fortalecimento da musculatura intravaginal e da glândula de Grafemberg (Ponto G). Você irá descobrir uma nova qualidade de prazer e orgasmo através de regiões sensoriais de grande potencial energético mas comumente pouco exploradas.

Principais características da G-Spot Massagem:

  • Tonifica a musculatura intravaginal e do clitóris
  • Orgasmos múltiplos com possibilidade de ejaculação
  • Intensa manipulação intravaginal

Afinal, o ponto G existe?
(por Deva Nishok)

Há alguns anos atrás, os livros falavam pouco a respeito deste tema e tudo era mais ou menos mitificado, era um tabu. Hoje, fala-se com mais transparência sobre o assunto, encontra-se disponível aos interessados um farto material na internet, inclusive vídeos. Entretanto, o que falta aos interessados é o mais importante: a experiência, a orientação adequada, o acompanhamento e a identificação dos aspectos resolutivos: como identificar se realmente a estimulação está sendo realizada no local certo?

Minha experiência pessoal e a dos profissionais que trabalham comigo confirma que realmente a Glândula de Gräfenberg (O Ponto G das mulheres) existe e pode ser tocada, estimulada e sentida. Quando o estímulo é adequado e realizado por um determinado período – que varia de mulher para mulher – ocorre um aumento significativo nas ondas de prazer. Mas não é qualquer estímulo, qualquer toque, precisa ser algo bem específico e contínuo.

Em geral, pouquíssimos homens sabem realmente a forma correta de lidar com a Yoni. Em meus cursos, apenas constato e confirmo o que todas as mulheres já sabem, que os homens desconhecem a região genital feminina; a maioria nem sabe qual é a localização do clitóris; muitos nem mesmo sabem qual é a forma correta de introduzir os dedos na vagina e nem como manipulá-la de forma a oferecer completo prazer à mulher.

Em geral, os homens apenas “liquidificam” a vagina (“Liquidificar” é uma expressão que utilizo em meus grupos, para dizer que o homem experimenta prazer em achar que apenas bolinando o dedo ao acaso no interior da vagina produz resultados satisfatórios na mulher). Na maior parte dos casos, os homens apenas “mexem” com o dedo no interior da vagina, sem nenhuma intenção específica, adequada, consciente. Eles consideram que esta “liquidificação” é suficiente para oferecer prazer à mulher.

O Ponto G é uma concentração de terminações nervosas, vasos sanguíneos e glândulas que também estão conectadas ao clitóris, aos mamilos e à glândula Pineal, no cérebro. A Glândula de Gräfenberg, assim denominada por ter sido descoberta por Ernest Gräfenberg em 1950, está agregada à uretra e, por isso, através de uma estimulação intensa, reproduz na mulher a sensação de que vai urinar. Na realidade, não se trata de um ponto específico, mas sim de uma área no canal vaginal extremamente sensível. Esta fica localizada na parede anterior da vagina, que quando estimulada com pressão adequada, permite também a percepção de uma angulação saliente do osso púbico, a cerca de 2 a 5 cm da entrada da vagina.

Se a mulher não for adequadamente estimulada, ele poderá ter o tamanho de uma ervilha.  Seu tamanho vai se modificando com a intensificação dos estímulos. Essa área é especialmente sensível a um tipo especial de pressão e a um certo padrão de movimentos, levando a novos níveis de orgasmos, muito especiais. Esta região pode variar de mulher para mulher, tanto na localização, no tamanho, na textura ou na espessura. Estudos também revelam que o estímulo dessa área libera substâncias que bloqueiam a dor. É muito comum que as mulheres excretem um líquido incolor e inodoro, às vezes esbranquiçado, com um volume em torno de 100 a 200 ml. Em nosso trabalho, verificamos que é possível a muitas mulheres experimentar a ejaculação orgástica feminina.

Investimento por sessão: R$ 400,00 (US$ 100)